Pensamentos – Dia do Pai (Dia da “Super Mãe”)

Em Portugal, no passado dia 19 de março celebrou-se o famoso “Dia do Pai”.

Muitas pessoas, nas redes sociais, Facebook e não só, fizeram algumas dedicatórias de amor, afeto e carinho aos seus queridos pais. Fotos, textos e vídeos foram publicados, tendo como objetivo homenagear e agradecer, de certo modo, tudo o que os seus pais têm feito por eles. Achei muito querido e fofo o que essas pessoas fizeram não só pelo gesto de gratidão mas também pela ação em si!

Apesar de nunca ter ligado muito ao “Dia do Pai”, ao ver todas aquelas publicações, reparei numa coisa que em 20 anos de vida nunca tinha reparado: E os que não têm um “Pai” presente?
Este pensamento surgiu após ter tido uma conversa muito íntima com uma amiga. Ela contou-me um pouco acerca da sua situação familiar. Disse-me que, devido a alguns problemas, os seus filhos não têm um Pai presente e que, apesar de tudo, tem cuidado deles com um amor incansável, “sempre com um sorriso”. Tem sido uma lutadora e uma trabalhadora. Ela tem feito tudo pelos seus filhos, até mesmo ser como um “Pai” para eles!

Só ao falar com ela e, ao mesmo tempo vendo todas aquelas publicações, é que me apercebi que nunca dei o devido valor ao fato de os meus pais estarem juntos. Sempre foi assim, desde que eu nasci, por isso não consigo imaginar como seria de outra maneira.
Emocionei-me com aquela conversa e com toda a situação e, de certo modo, aquilo mexeu comigo…

Como esta minha amiga, existem inúmeras famílias que, por alguma razão, os seus pais não estão presentes e isso faz com que o dia 19 de março seja um dia diferente.
Mas sendo diferente, não significa que tem de ser mau!

É de louvar essas mães que se transformam em “Super Mães” pelos seus filhos! Protegê-los, ensiná-los, amá-los, chorar e rir com eles, são algumas das muitas tarefas que, sozinhas, essas mães fazem todos os dias para o bem-estar dos seus filhos!

Se na tua família não tens um pai presente, não faz mal! Agradece à tua mãe pelo amor que ela te tem dado e por todos os esforços que ela tem feito por ti. Dá-lhe um valor igual ou superior como se esse dia fosse o “Dia da Mãe”, misturado com o “Dia da Mulher” e o dia do seu aniversário. Ela merece!

E se por acaso tu és uma “Super Mãe”, não te envergonhes disso! Continua neste teu papel de heroína, continua a ser uma mãe de coragem e de força!
É de “Super Mães” que este mundo precisa!

No dia 19 de março festejem também o “Dia da Super Mãe”!

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s